Após Bolsonaro ‘mentir’ para Macron, França vai rejeitar acordo da União Europeia com Mercosul

Compartilhar:

O governo da França vai rejeitar o acordo da União Europeia com o Mercosul, que começou a ser negociado em 1999 e foi fechado neste ano. O acordo de livre-comércio pretendia envolver os 28 países da UE e as quatro nações que fazem parte do Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai). Os dois blocos juntos reúnem cerca de 750 milhões de consumidores. A decisão do governo francês ocorre diante da posição do governo de Jair Bolsonaro a respeito da crise climática que envolve o Brasil.

De acordo com a agência de notícias AFP, o presidente da França, Emmanuel Macron, declarou na última quinta-feira (23) que os incêndios que atingem a Amazônia são uma “crise internacional” e convocou os membros do G7 a discutir “esta emergência” na cúpula de Biarritz, prevista para este final de semana. Na avaliação de Macron, Bolsonaro mentiu para ele durante a reunião de Osaka, no Japão, em reunião do G20. “Diante dessas condições, a França vai se opor ao acordo do Mercosul como está”, afirma a agência RT. 

 

Fonte: M1

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário