Conselho do MP arquiva investigação contra Dallagnol por conversas com Sérgio Moro

Compartilhar:

O Conselho Nacional do Ministério Público arquivou nesta última quinta-feira (27) a representação que abriria sindicância contra integrantes da força-tarefa da Lava Jato, após vazamentos de diálogos que envolviam o procurador Deltan Dalagnol e o então ministro da Justiça Sérgio Moro.

Segundo o corregedor responsável pelo arquivamento da investigação não há provas explícitas de que os arquivos e documentos sejam verdadeiros.“A veracidade dos elementos de prova não pode ser comprovada, além de não ser possível verificar adulterações”

No começo deste mês, o Intercept Brasil publicou diversas reportagens envolvendo conversas trocadas entre Deltan Dallagnol e Sérgio Moro. De acordo com o site, as mensagens envolviam decisões de procuradores e andamentos e conclusões de operações.

Ao CNMP, Deltan Dallagnol e outros integrantes da força-tarefa da Lava Jato afirmaram, em suas defesas, que “houve ilicitude dos elementos do pedido de apuração porque ‘as supostas mensagens foram obtidas de forma ilícita, com violação ao sigilo das comunicações'”.

Eles ainda argumentaram que não há motivos para prosseguimento da apuração “em razão de descrição deficiente de fatos” e que “não houve infração funcional ‘por ausência de conluio com o magistrado mencionado nas representações’.

 

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário