Haddad admite conversa com o PSDB após a eleição

Compartilhar:

O candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, que já ocupa o segundo lugar com 16% nas intenções de votos, conforme a última pesquisa contratada pelo banco BTG Pactual, fez gestos de acenos ao PSDB. Com isso, já se fala, inclusive, na possibilidade de tucanos integrarem quadros do seu governo, se eleito. 

Haddad afirmou, segundo o jornal O Globo, que considera possível um diálogo com o PSDB depois das eleições e com aqueles que fizeram uma autocrítica em relação ao apoio do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e a participação no governo do presidente Michel Temer.

“Tem muitas pessoas que apoiaram o golpe de 2016 e estão revendo sua posição. O próprio PSDB já fez uma autocrítica. Isso é muito importante porque constrói possibilidades de diálogo depois das eleições”, avaliou em ato de campanha na Avenida Paulista neste domingo (16). 

Segundo o site Bocão News, Haddad voltou a se referir a uma fala do senador Tasso Jereissati em entrevista ao Estadão, na semana passada, quando o tucano admitiu que foi um erro o partido ter feito parte do governo Temer. 

“Todo mundo que tiver fazendo uma autocrítica nós precisamos ouvir. Porque é um momento de ajuste de contas, de um acerto de contas do que aconteceu no país nos últimos quatro anos”, disse o candidato petista em tom pacificador.

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário