Parceria público-privada é discutida em audiência Pública na Câmara de Vereadores de Catu

Compartilhar:

Na manhã desta quinta-feira, 21 de setembro, aconteceu na Câmara de Vereadores de Catu uma audiência Pública para discutir assuntos relacionados à Parceria Público-Privada firmada para a gestão do Hospital Municipal de Catu (HMC).  

Marcus Torres – Secretário de Saúde

O Plenário da Câmara ficou praticamente cheio. Várias pessoas foram ao evento buscar mais informações a respeito da parceria entre a Santa casa e o HMC. Além do publico, também se fizeram presentes: O prefeito, Gera Requião, o vice-prefeito, André Marques, o Secretário de Saúde, Marcus Torres, a representante do Ministério público, Drª Márcia Munique, a Presidente do Conselho Municipal de Saúde, Edneuza dos Santos Araújo, o Presidente do Legislativo, Marcelo calasans, o Provedor da Santa Casa de Misericórdia da Bahia – Dr. Roberto Sá Menezes, além de outras autoridades políticas do município, por exemplo, os vereadores: Professor Seles, Clara Sena e Pequeno Sales. Os vereadores aproveitaram a oportunidade e também fizeram as suas indagações.

O Secretário de Saúde, Marcus Torres, foi o primeiro a falar. Marcus falou da importância da parceria publico-privado e disse que este é um processo transparente e que vai melhorar, ainda mais, a saúde no município. Durante toda a audiência, o secretário ouviu e respondeu as dúvidas e queixas dos presentes.

Durante audiência pública foram tratados assuntos como: formas de contratação de funcionários, melhorias previstas no atendimento, custos acordados com a nova parceria, investimentos a médio e longo prazo, dentre outros.

A Drª Márcia Munique fez várias indagações aos representantes do governo municipal e aos representantes da Santa Casa, e afirmou: “sabemos que o processo de parceria publico – privado está previsto em lei e torcemos para que dê certo, e que não haja nenhuma irregularidade, pois, o ministério público está atento e assim continuará, visando garantir que não venha a haver prejuízos para os usuários dos serviços”.

Prefeito e vice-prefeito de Catu

O prefeito lembrou-se das melhorias na saúde do município ocorridas em seu governo e disse que vai continuar buscando mais. “Essa parceria com a Santa Casa será de fundamental importância para melhorarmos ainda mais a nossa saúde e tenha certeza; não foi uma decisão tomada de uma hora pra outra. Nós fomos a busca de informações, junto a outros municípios que já haviam feito essa parceria e todos os gestores disseram que houve melhorias. Daí passamos a estudar e entender como seria essa transição por meio de uma Parceria Pública Privada (PPP)”, falou Gera.

O prefeito na oportunidade disse ainda, “eu sou Cidadão Catuense e não pretendo sair de Catu, portanto, jamais iria fazer algo que viesse a prejudicar a saúde do município” e finalizou dizendo: “mesmo com a crise que atravessamos, nós conseguimos superar as dificuldades e oferecer uma saúde que hoje é referencia na região. Peço desculpas aos meus conterrâneos e munícipes, pois, sabemos que transições deste tipo oferecem certas indisposições, mas tenho certeza que este é o caminho certo para levarmos uma saúde ainda melhor para todos os catuenses.

Provedor da Santa Casa de Misericórdia da Bahia

O Provedor da Santa Casa de Misericórdia da Bahia – Dr. Roberto Sá Menezes, iniciou a sua fala dizendo que a Santa Casa a frente do HMC não poupará esforços e nem recursos para salvar vidas e que não compactuará com nenhuma irregularidade que por ventura possam vir a existir. No decorrer de sua fala, Roberto, exibiu um slide onde mostrou um pouco da estrutura, da ideologia e da história da Santa Casa.

Segundo, Roberto, a Santa Casa inicia os trabalhos com a mesma quantidade de atendimentos e com o passar do tempo, gradativamente, esses serviços serão otimizados, aumentando assim o número de atendimentos e serviços disponibilizados.

Durante a audiência o publico presente também pôde participar e tirar as suas dúvidas. 

Da redação – Catu Notícias

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário