Wagner diz que Bolsonaro é fruto do sistema político brasileiro

Compartilhar:

A revista IstoÉ trouxe em sua capa na edição desta semana a seguinte manchete: “E o PT criou Bolsonaro”. No entanto, o ex-governador da Bahia e senador eleito pelo PT, Jaques Wagner, tem outra tese para o surgimento do deputado federal e candidato a presidente da República pelo PSL, Jair Bolsonaro.

Em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (26), o petista atribuiu a força do capitão da reserva do Exército à crise enfrenta pelo sistema político brasileiro, caracterizado pelo grande número de partidos.

“O problema do Brasil é que a gente tem 35 partidos. Aí, tem que colocar alguém no lugar: esse é de esquerda, esse de centro-esquerda, aquele de centro-direita. O que está errado é o número de partidos. Por isso, que falo da autocrítica que tem que se fazer no PT. Se a gente tivesse feito a reforma política, não tinha 35 partidos. Seriam seis, sete. É ruim ter muitos partidos”, disse.

Para o petista, é esse contexto o terreno fértil para o aparecimento de Bolsonaro: “Partido deveria representar um ideário. Tem 35 ideários no Brasil? Não existe. Tem 35 grupos de interese. Por isso que a política brasileira está empobrecendo e por isso que pinta um Bolsonaro”.

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário