Coronel defende Targino Machado: ‘Ninguém pode ser pré-julgado’

Compartilhar:

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel (PSD), defendeu, na manhã desta última segunda-feira (23) o colega, o então deputado estadual Targino Machado (DEM).

Apesar da possível consequência ser de responsabilidade do Conselho de Ética, Coronel disse que não se pode julgar o colega.

Targino é investigado pela Polícia Federal por corrupção eleitoral. De acordo com as apurações do órgão, o deputado fazia consultas médicas de graça, em troca, realizava pedido de voto. Em um vídeo na semana passada, ele aparece conversando com uma paciente e pedindo para ela alterar o título eleitoral para Feira de Santana, base eleitoral do parlamentar, em troca de um procedimento médico (leia aqui). 

“Tenho a tese de que ninguém pode ser pré-julgado por uma ação inicial como essa. Se tiver algum problema de ordem final e o inquérito apontar algo, pode-se falar sobre isso”, afirmou o presidente da AL-BA. Ainda segundo ele, o Conselho de Ética da Casa precisa receber alguma denúncia para instaurar processo administrativo para apurar a conduta de Targino. Atualmente, o presidente do colegiado é o deputado estadual Reinaldo Braga. 

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário