Gabriela Coutinho fala sobre o Papel do Especialista na Avaliação e no Tratamento das Feridas

Compartilhar:

A enfermeira, Gabriela Coutinho, foi a entrevistada do Programa Pauta Livre na última segunda-feira (23). Na oportunidade, a enfermeira falou sobre a profissão (enfermagem) e situações enfrentadas diariamente na área da saúde. Gabriela iniciou à entrevista comentando a criação do ambulatório de saúde, Projeto que segundo a mesma teria sido criado em janeiro de 2017, pelos agentes de saúde do HAD. “Temos tido excelentes resultados com a criação do ambulatório de feridas, conseguimos melhores resultados na cicatrização de diversos pacientes. È importante e a gente sempre faz esse alerta e os orienta para se consultarem com os profissionais – especialistas em feridas”.

Em tom de alerta, a enfermeira conta que o aparecimento de um simples hematoma, picada de inseto, ou corte, se não houver logo um certo cuidado, o problema pode facilmente se agravar e tornar-se ainda mais difícil de tratar. “Têm pacientes que possuem feridas de até vinte anos. Eu atendi um que manteve o ferimento por 50 anos,” disse Gabriela. Demonstrando preocupação para com esse problema, Gabriela advertiu que, “a consulta constante é necessária, e assim que o ferimento aparecer ou se alastrar é importante o acompanhamento médico”.

Procurar sempre um especialista em feridas

A falta de conhecimento amplo sobre a área pode atrapalhar o tratamento de uma ferida, e isso é um perigo para os pacientes e pode tornar a amputação como única e última solução para o caso. Segundo a enfermeira, “o uso inadequado do conhecimento e o despreparo médico podem gerar transtornos e impossibilitar outros meios de tratamentos. A tentativa de reversão do problema é fundamental e deve ser constantemente utilizada”.

Confiar no profissional

A confiança foi outro tema defendido por Gabriela Coutinho, segundo a mesma, é de grande importância adquirir confiança e o respeito dos pacientes para que os procedimentos sejam realizados de forma mais prática e rápida. “Eu sempre me apresento e falo do meu tempo de experiência, acho que essa abordagem ajuda o paciente a ter confiança e conseguir melhoras no tratamento.”

Pra finalizar, Gabriela agradeceu o convite do Catu Notícias e Ouro Negro fm e aconselhou os pacientes a procurem o Ambulatório de Feridas, localizado no anexo do HAD, na praça Duque de Caxias e realizem os procedimentos necessários. O ambulatório funciona de segunda a sexta, das 08h às 12h e das 13 às 16h.

Por: Carla Tainá/Catu Notícias

 

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário