Corte eleitoral da Bolívia confirma reeleição de Evo Morales

Compartilhar:

O Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) da Bolívia anunciou a reeleição de Evo Morales com apuração de 100% das urnas. O órgão colocou-se à disposição para auditorias, como sugerido pela Organização dos Estados Americanos (OEA) e pela União Europeia (UE). Por enquanto, o Brasil não reconhece os resultados.

De acordo com o TSE boliviano, o partido de Evo, o MAS-IPSP, venceu as eleições com 47,08% dos votos (2.888.359, ao todo), contra 36,51% (2.240.920 votos) do partido do opositor Carlos Mesa, o CC (Comunidad Ciudadana). Os votos em branco representaram 1,47% e, os nulos, 3,57%.

Pelas normas eleitorais bolivianas, um candidato vence a eleição no primeiro turno caso atinja a maioria absoluta ou caso consiga mais de 40% dos votos e, ao mesmo tempo, obtenha vantagem mínima de 10 pontos percentuais ao segundo colocado – foi o que ocorreu nesta eleição.

O Tribunal disse estar disposto a realizar auditorias nas apurações. “O Corpo Eleitoral Plurinacional expressa sua disposição de realizar auditorias ao longo do desenvolvimento deste processo, tanto pelos cidadãos, quanto pelas comissões técnicas de organizações internacionais e missões de apoio eleitoral”, escreveu em comunicado.

Brasil e OEA não reconhecem

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil afirmou, ainda durante os resultados preliminares, que não reconhecia, a reeleição de Evo Morales. Em um tuíte, o Itamaraty justificou que apoia uma auditoria completa do primeiro turno proposta pela Organização dos Estados Americanos (OEA).

“Considerando-se as tratativas em curso entre a OEA e o governo da Bolívia para uma auditoria completa do primeiro turno das eleições naquele país, o Brasil não reconhecerá, neste momento, qualquer anúncio de resultado final”, afirma o Itamaraty, em um tuíte.

Fonte: G1

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário