#DEVOLVAMASTERRASDECATU – Presidente da Câmara lança campanha nas redes sociais

Compartilhar:

O Presidente do Legislativo Municipal, Marcelo Calasans, comprou a briga e promete partir pra cima dos deputados que votaram contra o Projeto de Lei que devolvia às terras ao município de Catu. Segundo o vereador e presidente da Câmara, essa decisão de revogar a lei que havia sido aprovada há menos de 8 meses é uma decisão autoritária e injusta que só víamos nos tempos dos coronéis. “Precisamos lutar para trazer de volta as nossas terras, pois, é o futuros de nossos filhos que está em jogo. Peço que cada catuense compartilhe a #DevolvamAsTerrasDeCatu,  principalmente nas páginas do deputado Ângelo Coronel -presidente do Legislativo Estadual e do deputado estadual Alex Lima, autor da Lei. Segundo Marcelo do Sindicato, o deputado Ângelo Coronel informou que o projeto foi aprovado por unanimidade, ou seja, até os deputados mais votados em Catu, votaram contra o município. Por isso, Marcelo pede que além das páginas de Ângelo Coronel e Alex lima, a população compartilhe a campanha nas páginas de todos os deputados e  que, se nada adiantar, o povo dê  a sua resposta nas próximas eleições.

Entenda o Caso

No final do ano passado, mais precisamente no dia 26 de dezembro, o Presidente da ALBA, Deputado, Ângelo Coronel, assinou a Lei nº 13.828, aprovada, pelos parlamentares, que restabelece os limites territoriais entre os Municípios de Pojuca e Catu, anteriores à promulgação da Lei nº 13.720, de 27 de abril de 2017.

O fato é que após a Lei nº 13.720 ser aprovada, em abril, devolvendo as terras para Catu, imediatamente um grupo de políticos de Pojuca, incluindo o prefeito Duda Leite e os vereadores da cidade se movimentaram e foram ao encontro do Presidente da Assembleia Legislativa, o Deputado Ângelo Coronel e conseguiram convencê-lo a voltar atrás e revogar a Lei.

Em um vídeo divulgado pelos políticos de Pojuca, logo após a aprovação da Lei que devolvia as terras a Catu, o Deputado Ângelo Coronel deixa claro a sua intenção em revogar a Lei e deixar as terras novamente com Pojuca, até que os dois municípios entrem em acordo.

Argumento dos deputados

Segundo os parlamentares, a nova Lei foi aprovada com a finalidade de corrigir aquilo que segundo eles seria uma injustiça da Lei anterior (devolver as terras à Catu), já que segundo os deputados, a mesma foi aprovada sem que houvesse um acordo entre os prefeitos das duas cidades envolvidas.

Desta forma, os limites territoriais entre Pojuca e Catu continuam como antes. As terras permanecem com Pojuca, até que haja efetivamente acordo entre as partes.

Catu Notícias

Compartilhar:
    • Edmilson Celestino
    • 12 de março de 2018
    Responder

    Presidente Marcelo, Nós eleitores e população de Catu, gostaríamos de saber do Senhor . E seus colegas vereadores e o executivo municipal, qual foi a posição tomada logo que soube do ocorrido? Porque como sabemos este ano temos eleição e muito desses que o senhor citou teve votos na cidade, porque foi apoiado pelo legislativo e executivo municipal. E só para lembrar o prefeito que é da base do governador Rui Costa é o de Catu e não o de Pojuca. Então fica parecendo que nosso prefeito não tem prestigio nenhum, com o governador? É melhor o senhor conversar com o prefeito antes de convocar a população.

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário