Índice de reprovação de Sebastián Piñera alcança 78%

Compartilhar:

O índice de reprovação do governo do presidente do Chile, Sebastián Piñera, atingiu recorde depois da onda de protestos registrada no país, que começou com atos contra o aumento no valor da passagem do metrô.

De acordo com a Veja, pesquisa realizada entre 23 e 24 de outubro aponta que 78% estão insatisfeitos com a gestão do mandatário.

Já a aprovação de Piñera chegou a apenas 14%. O percentual é o mais baixo para um presidente desde que o país saiu da ditadura. A pesquisa foi feito pelo instituto de análises Cadem.

A “má gestão dos protestos” e “má administração em geral” foram as principais motivos apresentados pelos entrevistados para o descontentamento. Os resultados ainda mostram rejeição às medidas anunciadas pelo presidente durante a semana, na tentativa de conter a crise, mas sem efeito, já que os protestos continuaram.

No sábado (26), o presidente chileno anunciou que pediu para que seus ministros colocassem os cargos à disposição, a fim de reformular o gabinete. “Estamos em uma nova realidade, o Chile é diferente do que tínhamos há uma semana”, disse.

A última pesquisa sobre os índices de aprovação de Piñera havia sido feita em 18 de outubro, quando o presidente tinha 29% de aprovação e 58% de reprovação.

 

Fonte: M1

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário