Médico especialista em ortopedia do HAD tira todas as dúvidas sobre a artrose

Compartilhar:

André Dalton, médico especialista em ortopedista e subespecialista em cirurgias de joelhos, em entrevista com a Rádio Ouro Negro FM e Catu Notícias no Hospital Agnus Dei contou tudo sobre o assunto e algumas dúvidas encontradas em seu trabalho.

O médico começou a entrevista explicando sobre a doença que mais afeta a população idosa, a artrose. “A artrose é o desgaste da cartilagem que reveste os ossos que com o avanço da idade esse revestimento desgasta, e quando o osso fica exposto, dizemos que isso é a artrose.” Ainda segundo o médico, o aparecimento da doença acontece naturalmente no envelhecimento, mas fatores externos como esforço físico exagerado, flexões nos joelhos, subir e descer escadas e ladeiras constantemente também ajudam no agravamento da artrose.

Para o retardamento da doença, o médico recomenda a prática de exercícios físicos que inicialmente previne o aparecimento da doença. Segundo o especialista, o paciente, normalmente começa a ter estalos frequentes no joelho e consequentemente dores na região. “Quando a pessoa está sentada em um sofá ou cadeira baixa e se levanta, ou se abaixa para pegar algo e essas flexões começam a incomodar” são alguns indícios de artrose.

André também falou sobre a importância da procura médica por partes dos pacientes que se queixam desses sintomas para que se inicie rapidamente o tratamento, onde é feito o raio-X do joelho para descobrir desgastes na cartilagem; ou a ressonância magnética para investigar se há lesões associadas.  A entrevista também contou com a participação dos ouvintes da rádio e leitores do Catu Noticias que tiraram suas dúvidas  referentes ao assunto com o especialista. Foi fortalecida a prática de exercícios com alongamentos e cuidados com caminhadas e pedaladas já que estas também podem agravar a situação da doença. O médico recomenda a regulação das bicicletas em relação à altura para que não haja grande esforço nos joelhos e que venham dificultar ainda mais o seu movimento.

Referente à cirurgia como último método para o fim da doença, André Dalton diz que o procedimento será feito apenas quando a lesão do joelho torna-se irreversível e acentuado, onde o estágio da artrose está muito avançado,e ressaltou também que  não há idade certa para a sua realização. O fim do uso de sapatilhas também foi recomendado pelo especialista que sugeriu uso de sapatos com saltos em torno de três centímetros para diminuir esforços no joelho.

As palavras de agradecimento do especialista foram acompanhadas com a divulgação dos horários em que o atendimento está disponível. Todas as sextas pela manhã no Hospital Agnus Dei em Catu e na cidade de Pojuca no Unidade Pojuca.

 

Fonte: Catu Notícias

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário