Operação prende suspeitos de envolvimento nas mortes de Marielle e Anderson

Compartilhar:

A operação “Os Intocáveis”, prendeu na manhã desta terça-feira (22) os suspeitos de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, assassinados em março de 2018. A operação foi realizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro. 

Ao todo, 13 mandados de prisão preventiva foram expedidos pela justiça contra a organização criminosa. A operação está sendo realizada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), com o apoio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil. Cerca de 140 policias participam da ação.

O objetivo da operação é atacar a milícia que explora o ramo imobiliário em Rio das Pedras. De acordo com o jornal O Globo, há indícios de que dois dos alvos de prisão comandem o Escritório do Crime, braço armado da organização, especializado em assassinatos por encomenda.

A denúncia do MP aponta a milícia de Rio das Pedras como a responsável pela extorsão de moradores e comerciantes da região com cobranças ilegais de taxas referentes a “serviços” prestados. 

De acordo com a denúncia do Ministério Público, a milícia oculta bens adquiridos com proventos das atividades ilícitas e falsifica documentos públicos. Dentro da quadrilha, cada um exerce uma função, como contadores ou despachantes para o pagamento de propina.

Os suspeitos são denunciados por praticar agiotagem e utilizar ligações clandestinas de água e energia, além de cobrar por outros serviços como TV a cabo, gás, transporte alternativo e proteção de comerciantes.

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário