Orquestra Juvenil de Catu se apresenta em encontro Novembro Corpo Negro, em Salvador

Compartilhar:

A Orquestra Juvenil da Escola de Música de Catu (Emuc) estará se apresentando nesta sexta-feira (08), no encontro Novembro Corpo Negro, em Salvador. O evento acontece na Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e contará com apresentações artísticas, Workshop, exibição de vídeos, venda de livros e produtos relacionados à temática. O grupo catuense abrirá o evento, que está marcado para às 08h.

Para o maestro Edinaldo de Paiva, que trabalha a 23 anos com a música, as expectativas com a apresentação são as melhores. “É um convite sublime, por estar compartindo espaço e tempo com a arte do Corpo. A Orquestra Juvenil Itinerante de Catu está felicíssima por tudo isso e também pelas outras visitas agendadas para eles na EMUS, Escola de Música da UFBA.”

Cronograma:

8:00 – Café Artístico – Foyer da Escola de Dança
O Café Artístico abre o encontro com a apresentação da Orquestra Juvenil da Escola de Música de Catu, com regência do Maestro Edinaldo de Paiva Santos e a Intervenção Performática da Cia Liga do Corpo. O Café Artístico contará também com participação de Antônio Francisco S. Neto.

Das 8:15 às 9:00 – Abertura Oficial do Evento – Teatro do Movimento

Das 09:00 às 10:00 – Oficina Alongamento e Fortalecimento com Profª. Especialista Sueli Ramos – Teatro Experimental

Das 10:00 às 12:00 –  Oficina Corpo Capoeira com Profª Antônia Mattos – Teatro Experimental

Das 10:00 às 12:00 – RODA DE CONVERSA Matrizes Estéticas da Dança Afrobaiana – Teatro do Movimento

Das 12:30 às 14:00 –  Oficina Mito Pessoal e o Mistério do Inconsciente com a Profª. Especialista Tânia Bispo – Teatro Experimental

Das 14:00 às 15:30 – Oficina Corpo Tambor com Profª.  Edileusa Santos – Teatro Experimental

Das 15:30 às 16:30 – Oficina Danças Urbanas Tradicionais  do Cabo Verde Verde – África com Profº.  Rony Blastoyse – Teatro Experimental

Das 16:30 às 17:00 – Apresentações Artísticas – Teatro do Movimento
Estella, solo da dançarina e pesquisadora MSª. Andreia Oliveira
Xangô, solo com coreografia de Prof.ª Neuza Saad e interpretado pelo Prof. e Especialista Rener Oliveira
O dito, o não dito e por dizer, do Prof. e coreógrafo Everton Bispo com Amanda Moreira, Ronald Castro e Paula Marinho. 
Parábola, performance Toni Silva.
Das 17:00 às 19:00 – RODA DE CONVERSA Construções Artísticas Educacionais para Afrodescendentes – Teatro do Movimento
17:30 – Exibição de filmes – Teatro Experimental
Trilogia da Bixa Preta, de Ruan Rodrigues
Batalha do Passinho, de Swinguerra, de

19:30 – Samba de Roda com Natureza França – Foyer da Escola

Das 19:30 às 20:30 – oficina de Stiletto com Elivan Nascimento – Teatro Experimental 

20:30 – Encerramento com Os Hozzanas: direção musical de Manuel Dourado- praça da Escola de Dança da UFBA

Durante todo o evento:
Stand da EDUFBA, com livros voltados para a temática da diáspora africana e do continente africano, educacional e artístico;
Venda de produtos relacionados à temática.

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário