Palestra sobre diagnóstico precoce do Câncer de Mama marca inicio do Outubro Rosa no Agnus Dei

Compartilhar:

O Outubro Rosa é um movimento mundial que busca alertar sobre os riscos e a necessidade de diagnóstico precoce do câncer de mama. Pensando nisso, o Hospital Agnus Dei realizou na manhã desta segunda-feira (02), um café da manhã para as mulheres e pacientes da instituição, com uma palestra com a ginecologista, mastologista e ultrassonografia, Drª Jeanette Cleia. Na oportunidade, Jeanette Cleia explicou e tirou dúvidas sobre as causas do câncer de mama, formas de prevenção e exames.

  Durante todo o mês de outubro o Hospital Agnus Dei dará descontos especiais na realização de exames e consultas preventivas. O desconto é uma forma de incentivar as mulheres a combater o câncer de mama através do diagnóstico precoce. A Campanha do HAD esse ano tem como tema: “Eu sou Vida”.

Durante a palestra da Drª Janette Cleia, todos aproveitaram o momento para entender como agem algumas doenças e como se prevenir. Além das mulheres, os homens também ouviam atentamente a palestra e aproveitaram pra também aderir à campanha colocando no peito o símbolo da campanha – o lacinho rosa.

Com exclusividade, Drª Jeanette Cleia recebeu o Catu Notícias em sua sala e na oportunidade falou sobre a importância da Campanha “Outubro Rosa”.

Drª Jeanete Cleia (Ginecologista/Mastologista)

De acordo com o Drª. Jeanette, o câncer de mama não tem uma causa única. Diversos fatores estão relacionados ao aumento do risco de desenvolver a doença, tais como: idade, fatores endócrinos/história reprodutiva, fatores comportamentais/ambientais e fatores genéticos/hereditários.

A idade, assim como em vários outros tipos de câncer, é um dos principais fatores que aumentam o risco de se desenvolver câncer de mama. O acúmulo de exposições ao longo da vida e as próprias alterações biológicas com o envelhecimento aumentam o risco. Mulheres mais velhas, sobretudo a partir dos 50 anos, são mais propensas a desenvolver a doença.

Ainda segundo Jeanette, “o câncer de mama pode ser percebido em fases iniciais, na maioria dos casos, por meio de alguns sinais e sintomas. A principal manifestação da doença é o nódulo, fixo e geralmente indolor. O nódulo está presente em cerca de 90% dos casos quando o câncer é percebido pela própria mulher. Outros sinais e sintomas são: pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações no bico do peito (mamilo); pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço; e saída de líquido anormal das mamas”.

Durante a entrevista Jeanette lembrou que esses sinais e sintomas devem sempre ser investigados, porém podem estar relacionados a doenças benignas da mama. O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim as chances de tratamento e cura.

“É importante que as mulheres fiquem atentas a qualquer alteração suspeita na mama. Quando a mulher conhece bem suas mamas e se familiariza com o que é normal para ela, pode estar atenta a essas alterações e buscar o serviço de saúde para investigação diagnóstica”, comenta a ginecologista.

Tema da campanha no HAD “Eu sou Vida”

A orientação atual é que a mulher faça a auto palpação das mamas sempre que se sentir confortável para tal (no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem necessidade de uma técnica específica de autoexame, como preconizado nos anos 80. Essa mudança surgiu do fato de que, na prática, muitas mulheres com câncer de mama descobriram a doença a partir da observação casual de alterações mamárias e não por meio de uma prática sistemática de se auto examinar, com método e periodicidade definidas.

A detecção precoce do câncer de mama pode também ser feita pela mamografia, quando realizada em mulheres sem sinais e sintomas da doença, numa faixa etária em que haja um balanço favorável entre benefícios e riscos dessa prática (mamografia de rastreamento).

A postura atenta das mulheres em relação à saúde das mamas, que significa conhecer o que é normal em seu corpo e quais as alterações consideradas suspeitas de câncer de mama, é fundamental para a detecção precoce dessa doença.

A ginecologista fechou a entrevista convidando a todas as mulheres para participar da campanha – Outubro Rosa – que este ano, no HAD, tem o tema: “eu sou vida”. “Fiquem atentas aos sinais do organismo, caso percebam algo diferente, procurem um médico. A descoberta precoce da doença garante um tratamento mais eficaz e com maiores chances de cura” finalizou a médica.

Da redação – Catu Notícias

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário