Vale recusou monitoramento em tempo real de barragens

Compartilhar:

Pelo menos duas empresas de tecnologia ofereceram à Vale sistemas mais modernos de monitoramento de barragens, que foram recusados pela mineradora. As informações são da Folha de S. Paulo.

Uma das empresas, uma startup do Rio de Janeiro, apresentou em pelo menos três reuniões com diferentes diretorias da mineradora, entre 2016 e 2018, uma tecnologia de detecção em tempo real de pequenos sinais de ruptura em barragens. O recurso, que combina satélites, drones e sensores para monitorar barragens por imagem, com emissão de alertas em tempo real, complementaria as inspeções quinzenais em campo, principal método usado hoje pela mineradora.

Outra empresa de tecnologia, sediada em Belo Horizonte, também confirmou à reportagem da Folha ter oferecido tecnologias de monitoramento à Vale, mas a mineradora não demonstrou interesse.

Questionada sobre as ofertas, a Vale respondeu que já possui um sistema estruturado de gestão de barragens e que investe continuamente na melhoria de seus processos. Segundo a empresa, todas as barragens são monitoradas a cada quinze dias e algumas estruturas contam com monitoramento por vídeo.

Fonte: M1

 

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário