Vitória marca aos 48, empata com o Flu e escapa de nova derrota em casa

Compartilhar:

O Vitória perdeu a chance de embalar o terceiro triunfo seguido e se manter fora da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo (10), o Leão fez um jogo emocionante e ficou no empate por 2×2 com o Fluminense, no Barradão. O rubro-negro chegou a levar o gol aos 44 do segundo tempo, mas Kanu, aos 48, salvou a pátria rubro-negra. Ainda assim, o Leão volta para a zona de rebaixamento, em 17º lugar, com 26 pontos. Foi ultrapassado pelo Avaí, que ganhou do Sport 1×0, no Recife.

Em campo, Vagner Mancini colocou um time mais ofensivo com as entradas de Fillipe Soutto e Patric. E como o torcedor queria, foi o Leão que começou tomando as ações do jogo. O primeiro lance de perigo aconteceu com David, que arriscou de fora da área e mandou para fora. Minutos depois, Neilton desceu em rápido contra-ataque e rolou para Tréllez, que tentou tocar na saída do goleiro Júlio César, mas a bola bateu na defesa do Fluminense e foi para escanteio.  

Sem agredir o Leão, a defesa carioca apenas se defendia das investidas em velocidade do Vitória. Aos 15 minutos a marcação do Flu falhou no meio-campo e a bola sobrou para Tréllez. O colombiano puxou o contra-ataque e bateu cruzado, para fora.

Com o Leão pressionando, a primeira grande chance do Fluminense só saiu aos 24 minutos. Depois do cruzamento de Wellington Silva, Henrique Dourado escorou de cabeça e Douglas chutou de primeira, também para fora.

Aos 37 minutos, aconteceu o lance de maior reclamação dos rubro-negros. Henrique fez falta em Tréllez depois de perder a bola para o atacante na entrada da área, mas o árbitro mandou o lance seguir. Na sequência, nova falta da defesa do Fluminense sobre Caíque Sá, e o juiz também não marcou nada.

Na base da insistência, o Leão foi recompensado. Aos 44 minutos do primeiro tempo, Patric cruzou na área e a bola sobrou para Neilton, que dominou e chutou na saída de Júlio César para abrir o placar no Barradão.

Banho de água fria
No segundo tempo, o Leão voltou com mesmo time, enquanto o Flu promoveu a entrada de Sornoza no lugar de Gustavo Scarpa. A mexida deu certo e, logo aos 2 minutos, o time carioca chegou ao empate. Lucas cobrou lateral na área, Dourado ganhou de Wallace e chutou forte. Fernando Miguel fez a defesa parcial, mas no rebote Wendel mandou para o fundo das redes.

Para alterar o panorama, Mancini promoveu as entradas de Thallyson no lugar de Juninho e Kieza na vaga de David. Aos 18 minutos, o Leão assustou o Fluminense quando Neilton aproveitou cruzamento de Caíque Sá e chutou forte para a defesa de Júlio César. A resposta dos cariocas foi com Wendel, que passou por Caíque Sá e mandou chute cruzado, obrigando Fernando Miguel a fazer boa defesa.  

O Vitória voltou a levar perigo quando Thallyson cruzou na área e Caíque Sá, livre de marcação, mandou de cabeça para fora. A partir dos 28 minutos o Leão passou a contar com um homem a mais em campo. O atacante Robinho, que havia acabado de entrar em campo, fez falta forte em Caíque Sá e recebeu o cartão vermelho direto.

Em superioridade númerica, o rubro-negro se lançou ao ataque. Patric teve a bola do jogo aos 35 minutos, próximo da marca do pênalti, mas mandou para fora. Aos 41 foi a vez de Kanu testar forte e acertar a trave do Fluminense.

Quando o jogo se encaminhava para terminar empatado, Thallyson derrubou Wellington Silva na área e o árbitro marcou pênalti. Henrique Dourado foi para a cobrança e virou o duelo aos 44 do segundo tempo. 

A comemoração, no entanto, durou pouco. Aos 48 minutos, Neilton cruzou a bola na área, Patric desviou de cabeça para o segundo pau e Kanu, também de cabeça, marcou o gol do empate e salvou o Vitória da derrota em casa. 

Correio*

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário