Aviões da FAB decolam para buscar brasileiros em Wuhan, na China

Compartilhar:

Os aviões que buscarão os brasileiros na cidade chinesa de Wuhan, epicentro da epidemia do novo coronavírus, decolaram por volta do meio-dia desta quarta-feira (05) da Base Aérea de Brasília.

O tempo de viagem até a China deve ser de aproximadamente 23 horas e 30 minutos na ida e na volta. Os aviões devem chegar em Wuhan na noite de quinta-feira (6).

Acompanharam a decolagem o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, e o Comandante da Aeronáutica, Tenente Bridadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez.

De acordo com Brigadeiro do Ar Marcelo Damasceno, comandante da missão, a previsão é trazer da China 34 brasileiros. O governo diz que eles passarão por avaliação médica e só embarcará quem não apresentar sintomas da doença.

“Essas tratativas [de como será o embarque] estão sendo feitas lá agora. Mas a ideia é [sejam feitas] na base, onde vai pousar o avião. Vão fazer exames, a equipe médica, para ver se tem algum sintoma, que só pode embarcar na aeronave se não tiver sintoma nenhum. Em relação aos locais, está sendo feito lá agora isso aí”, afirmou o ministro Fernando Azevedo.

No último domingo (2), após vários brasileiros divulgarem um vídeo com um apelo ao presidente Jair Bolsonaro para que fossem resgatados, o governo brasileiro decidiu enviar missão para retirá-los de Wuhan.

O VC-2 é uma aeronave de transporte presidencial, que pode transportar o peso máximo de 51.800 kg e velocidade máxima de 985 km por hora. As duas aeronaves da FAB fazem escala em Fortaleza, Las Palmas (Espanha), Varsóvia (Polônia) e Urumqi (China).

Fonte: G1

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário