Celso de Mello determina depoimento presencial de Bolsonaro em inquérito no STF

Compartilhar:

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello determinou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) terá de depor pessoalmente no inquérito que investiga interferência política na Polícia Federal. A outra opção do presidente seria o depoimento por escrito, com possibilidade de elaboração de respostas com prazo para entrega à Corte. 

A decisão foi tomada no dia 18 de agosto, mas assinada nesta sexta-feira (10) após o término do afastamento do ministro por questões médicas.

De acordo com a CNN, o período de afastamento de Celso de Melo deve se estender até o dia 26 de setembro, mas o gabinete informou que ele poderia liberar decisões já tomadas antes da licença. 

Fonte: BN

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário