Governo da Bahia disponibiliza a segunda parcela do vale-alimentação estudantil na próxima segunda-feira

Compartilhar:

Cerca de 800 mil estudantes da rede estadual de ensino poderão, a partir de segunda-feira (8), realizar as compras com o cartão do vale-alimentação estudantil, nos 417 municípios da Bahia. Isto envolve os estudantes de Salvador e das 21 cidades que,  na primeira etapa, receberam o vale-alimentação nas redes Assaí e Cesta do Povo. Agora, todos os estudantes da rede estadual poderão fazer as compras com o cartão – o qual todos têm acesso – em qualquer estabelecimento que receba a bandeira Alelo. O benefício é de R$ 55 por estudante.

O secretário da Educação do Estado (SEC), Jerônimo Rodrigues, falou sobre a iniciativa. “Com esta segunda parcela, somamos 88 milhões de reais do Governo do Estado investidos na segurança alimentar dos estudantes e de suas famílias. A rede Alelo tem mais de 18 mil estabelecimentos que recebem o cartão, em todos os municípios baianos e em diversos distritos e povoados. No primeiro lote, fizemos o acordo com as redes Assaí e Cesta do Povo para que os estudantes pudessem ter acesso logo aos alimentos, já que os cartões iriam demorar para chegar. Agora que todos os cartões já chegaram, o estudante, com tranquilidade, vai poder fazer as compras perto de casa, e isto também vai movimentar a economia em todo o Estado”, afirmou, ao destacar o engajamento neste processo da gestão escolar dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e da Política Militar.

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar da SEC, Manoel Calazans, disse que quem não recebeu a primeira parcela do vale-alimentação tem até esta sexta-feira (5) para a retirada nas redes Assaí ou Cesta do Povo, com suas lojas conveniadas, portando o CPF e a carteira de identidade. “Quem não for até este prazo, não precisa se preocupar: o valor será acumulado no cartão. Caso tenha alguma dúvida sobre esta questão, o estudante deve entrar em contato com a escola onde estuda ou ligar para o 0800 284 0011”, recomendou. Calazans lembrou que a maioria dos estudantes da rede recebeu o cartão vale-alimentação ainda na primeira etapa do programa.

A estudante Tamires Nascimento, 21, de Salvador, que faz o curso técnico em Cozinha, está com o cartão em mãos. Ela disse que o benefício vai ajudar toda a sua família. “Estou muito grata, pois vai ser uma grande ajuda para mim e minha família, ainda mais porque a minha mãe está desempregada. Com o cartão, eu vou comprar alimentos como arroz, feijão e carne”, contou, entusiasmada.

O cartão vale-estudantil é destinado, exclusivamente, para a compra de gêneros alimentícios, como feijão, arroz, macarrão, carne, frango, frutas, verduras, café e leite, sendo que a aquisição dos alimentos é de livre escolha dos estudantes. A Secretaria da Educação do Estado reforça a orientação para que vá ao supermercado apenas um membro da família, seguindo todas as normas de segurança, como o uso de máscaras de proteção individual, em função da pandemia pelo novo Coronavírus.

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário