Tiroteios em Viena, na Áustria, deixam mortos e feridos; primeiro-ministro fala em ataque terrorista

Compartilhar:

Uma série de tiroteios que começou perto de uma sinagoga em Viena, capital da Áustria, matou duas pessoas e deixou vários feridos nesta segunda-feira (2). Segundo a polícia local, um desses mortos era considerado suspeito. O primeiro-ministro austríaco, Sebastian Kurz, classificou a ação como um ataque terrorista.

Segundo a polícia de Viena, os tiroteios começaram por volta das 20h (horário local, 16h em Brasília) nas imediações da rua Seitenstettengasse, que abriga a sinagoga Stadttemple — os policiais disseram, ainda, que as trocas de tiros ocorreram em seis lugares diferentes. Ainda de acordo com as autoridades locais, mais de uma pessoa participou da ação – os criminosos estariam armados com fuzis.

O Ministério do Interior disse que ao menos uma pessoa foi presa. Também segundo o governo, 15 feridos precisaram de atendimento em hospitais da cidade.

Não havia, até a última atualização desta reportagem, informação sobre identidade dos mortos ou das pessoas consideradas suspeitas de participação no ato terrorista. As autoridades também não descartam haver mais vítimas.

Nas redes sociais, a polícia de Viena pediu que as pessoas permanecessem em casa porque, até a noite desta segunda, a operação de busca ainda estava em andamento. O sistema público de transporte foi interrompido.

Em entrevista à emissora ORF, o ministro do Interior, Karl Nehammer, pediu cuidado porque os criminosos ainda procurados são perigosos e estão “fortemente armados”.

G1

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário