Primeira Igreja Batista de Catu não reabrirá até que fiéis estejam em total segurança

Compartilhar:

Neste sábado (06), o Pastor Jean Santos, que também é o presidente da Primeira Igreja Batista (PIB) de Catu, uma das maiores e mais tradicionais do município, divulgou nota em vídeo informando que a entidade continuará sem a realização de cultos e atividades presenciais que gerem aglomeração.

A decisão foi mantida mesmo após a liberação parcial das atividades religiosas no município decretada pela prefeitura na última sexta – e que passa a valer nesta próxima semana.

De acordo com o Pastor Jean, a decisão foi tomada após reunião com representantes da instituição, que levou em consideração diversos critérios e observações, especialmente a segurança de saúde dos fieis diante da curva crescente de casos no município.

Confira abaixo transcrição de parte da nota do Pastor Jean Santos:

Consideramos com os nossos Diáconos, com a nossa liderança e, é claro, sempre debaixo de muita oração, alguns critérios e pontos para tratar.

O primeiro deles a curva ou índice de contaminação em nosso município. Esse índice está em situação crescente e não decrescente.

O segundo ponto é a respeito do nosso público, dos nossos membros. E a nossa igreja possui um alto numero de irmãos que estão naquele grupo considerado de risco. Pessoas que possuem alguma comorbidade ou pessoas com idade avançada. É claro que no decreto está proibido a presença de pessoas com mais de 60 anos cultos presenciais. Mas nossos jovens, nossos adultos entrariam em contato com essas pessoas após participarem de nossas celebrações, trazendo um risco para suas vidas.

A terceira observação é que como o decreto limita a presença apenas de pessoas acima dos 12 anos e abaixo dos 60, não atingiria o publico que tem mais dificuldade de acessar, de ser abrangido pelas transmissões dos nossos cultos online. Importante observar que nossos cultos onlines tem sido acessado pela maioria dos nossos membros e os membros que não tem este acompanhamento, estamos fazendo este acompanhamento semipresencial com visitas na porta de carro, com ligações, telefonemas e outras formas de contato.

Portanto devemos avaliar também um quarto ponto, que a nossa cidade não possui leitos e o sistema de UTI necessários para atendimento de casos em massa de contaminação.

Avaliando estes pontos a posição da Primeira Igreja Batista hoje é pela não realização dos cultos públicos presenciais no templo, mesmo seguindo as normas que são apresentadas pelo decreto.

Estamos avaliando semanalmente sobre este índice e se esse índice decrescer voltaremos a avaliar a questão. Mas no momento manteremos os cultos da forma virtual, online, por meio do canal da Primeira Igreja Batista no Youtube e demais meios de comunicação.

Pedimos a Deus que este tempo passe e que Deus nos abençoe e ajude a ter sabedoria e discernimento para todas as coisas. E você continue em oração e que Deus lhe abençoe em nome de Cristo Jesus

REABERTURA PARCIAL DAS IGREJAS

O decreto nº 356 da prefeitura estabeleceu novas regras temporárias de funcionamento das atividades religiosas durante a pandemia do COVID-19. Ficando permitida a partir do dia 08 de junho (segunda) a abertura de templos, igrejas, salões e qualquer outro espaço onde seja realizada a prática de cultos, missas e outras celebrações religiosas. Contudo, algumas regras, que foram editadas pelas autoridades em vigilância epidemiológica, precisam ser observadas pelas entidades religiosas.

O funcionamento dos espaços pode ocorrer nos dias de terça, quinta e domingos. Com as seguintes regras:

– Não permitir o acesso de público superior a 50 pessoas por celebração;

– não permitir a participação de crianças abaixo de 12 anos de idade, pessoas com mais de 60 anos de idade e pessoas do grupo de risco (tais como hipertensos, asmáticos, diabéticos, entre outros);

– Controle da entrada dos fiéis, que deverão, assim como os organizadores, estarem utilizando marcaras.

– instalar lavatórios nos acessos e corredores do ambiente;

– Disponibilizar álcool gel ou liquido 70% em todos os acessos do ambiente;

– Higienização completa e rigorosa dos assentos e locais de fácil contato, sempre antes, no intervalo e depois das atividades;

– mínimo de 1,5 metro de distância entre os assentos (sendo que nos casos de assentos contínuos deverá a distância indicada ser demarcada por aplicação de adesivo ou pintura, preservando a distância de segurança entre as pessoas;

– Garantir o espaçamento indicado de 1,5 metros entre os participantes mesmo nos lugares em que não houver assentos;

– evitar filas e aglomerações, tanto dentro, como fora do recinto;

– Garantir o máximo de circulação de ar no ambiente, com portas e janelas abertas;

– Fica recomendada a realização de testes de temperatura nos membros que forem participar dos cultos e missas;

– é obrigatório o uso de mascaras para todos que irão participar dos cultos e missas;

– Fica recomendado aos lideres religiosos a manterem um estoque de máscaras nos seus respectivos templos e igrejas para disponibilizar a membros que queiram acessaro o local e estejam sem o objeto.

– Os cultos e missas podem ser realizados até 05 vezes ao dia, com intervalo mínimo de 01 hora entre um e outro, devendo ser dividido da seguinte forma: 02 pela manhã, dois pela tarde e 01 pela noite (sendo que o horário de encerramento não poderá exceder as 20:30h).

– As unidades que não dispuserem de estrutura física ampla o suficiente para abrigar até 50 pessoas por celebração respeitando as regras de distanciamento deverão adaptar o ambiente para o quantitativo mínimo que garanta o devido distanciamento entre as pessoas que estiverem no ambiente.

– O não cumprimento das regras estabelecidas no decreto está sujeita aos infratores as penas previstas na lei de natureza administrativa, civil, penal, especialmente interdição e cassação do alvará.

Compartilhar:

Aviso:

Os Comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Catu Notícias.

É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros.

Comentários postados que não respeitem os critérios, poderão ser removidos sem prévia notificação.

Deixe seu Comentário